Vídeo – Tag: Como foi minha gravidez

Olá!

Eu gravei minha primeira tag em vídeo! É a tag que chama minha gravidez e eu adorei gravar.

A última tag que respondi foi aqui no blog mesmo e foi a “meu natal”, você pode ler clicando aqui.

E veja a de hoje:

As perguntas da tag:

1 – Foi sua primeira gravidez?

2 – Como ficou sabendo que estava grávida?

3 – Como você contou para seu parceiro?

4 – Como você se sentiu quando descobriu que estava grávida?

5 – Quando você comprou a primeira roupinha do bebê?

6 – Como seu corpo reagiu a gravidez?

7 – Você se achava bonita durante a gravidez?

8 – Você tinha preferencia pelo sexo do bebe?

9 – Como você imaginava seu bebê?

10 – O que é ser mãe para você?

Se você responder ela em vídeo ou no seu blog deixe o link! Adoro ler tags.

🙂

Diário de gravidez: Reta final

Última foto da barriga, um dia antes do parto.

Última foto da barriga, um dia antes do parto.

O último post do diário de gravidez chegou.

É até com um pouco de saudade que escrevo sobre essa fase.

Confesso que durante as ultimas 5 ou 6 semanas eu me sentia horrível. A barriga pesava muito (eu sou minúscula né) e eu sentia dores no corpo todo.

Dor nos quadris, na perna, nas costas.

Era impossível virar na cama a noite com rapidez e a dor nos quadris me obrigada a fazer isso umas seis vezes por noite!

A cada duas horas eu tinha que levantar para ir ao banheiro, a minha bexiga estava com capacidade mínima.

Até os movimentos do bebê ficaram doloridos, cada mexida que ele dava um órgão meu acabava esmagado. Isso quando ele não decidia empurrar minhas costelas. Ele praticamente não tinha espaço aqui dentro.

Por volta das 37 semanas eu chorei porque com a ajuda de um espelho (ajuda de um espelho, olha o tamanho da derrota) percebi umas estrias largas bem embaixo da barriga. Fiquei tristíssima porque me empenhei em não ter nenhuma, mas elas apareceram porque meu corpo já não suportava mais o peso da pança.

Daí você pergunta: “ué mas nao era com saudade que você ia falar?”.

Siiiiiiiiiim, é com saudade. Por que nessa época ele mexia muito, fazia movimentos visíveis na barriga do lado de fora.

Eu dava um cutucões e ele respondia de volta com algum chute. Gravei vários vídeos disso com o celular.

Nessa época ele era só meu.

Apesar de todas as dores, da azia, da falta de ar, a gente sente saudades do barrigão.

Eu achava que não sentiria, mesmo porque minha gravidez passou das 40 semanas e eu já não aguentava mais andar feito pinguim, mas sinto sim.

Então, depois de 40 longas semanas e 5 dias ele nasceu. E mudou tudo aqui do lado de fora.

Diário de Gravidez: 26 a 30 Semanas

diario de gravidez 26 a 30Tô devagar, mas to atualizando! Dessa vez volto com o diário de gravidez das semanas 26 a 30.

Logo que entrei na semana 26 os móveis chegaram e foram montados. Eu tinha um tema para o quarto? Não, claro que não. Nem tinha pensado nisso, mesmo porque a grana curta não iria permitir uma super decoração.

No fim acabei decidindo que queria uns detalhes de Star Wars para ter um pouco de decoração.

Fiz um quadrinhos que eu mesma mandei imprimir e separei coisas que eu já tinha de Star Wars para usar como decoração.

Também personalizei a cômoda com símbolos da Ordem Jedi, já vai nascer com sabre de luz na mão.

Tinha decidido não fazer chá de bebê, também não tinha tanto dinheiro para investir em um, então chamei as pessoas próximas para me visitar num dia marcado porém sem horário para que não viessem todos de uma só vez.

O que aconteceu? Claro que as vovós compraram um milhão de coisas para fazer daquilo um chá de bebe. O que eu fiz? Deixei e fiquei correndo atrás de coisinhas para personalizar com o tema de Star Wars também.

Deu certo e foi divertido. Comi bastante (vai gordinha!) e recebi pessoas queridas.

Com relação a gravidez em si não tive muitas mudanças em relação as semanas anteriores. A barriga cresceu claro, mas sem excesso de peso ainda, então não tive dores e incômodos maiores.

O maior problema era ficar em pé. Meus pés começaram a doer muito facilmente, não podia exigir. No dia do “quase chá” eu confesso que eles sofreram bastante, mesmo eu tendo o cuidado de me sentar o tempo todo e não ficar me esforçando.

Perto das 30 semanas comecei a ter a maldita azia de novo e sempre no fim do dia, mas felizmente reparei que se eu comesse coisas saudáveis, como umas frutas e comida leve, ela não aparecia e eu dormia super bem.

O maior desafio foi comer saudável né, a médica mandou não rolar nos doces e afins, foi difícil conseguir (ODEIO dieta, me dá uma deprê sem fim).

Fiz outro ultrassom na semana 30 e ele confirmou que estávamos bem.

Ufa! Passado isso entramos na reta final.

Os desejos de grávida

Todo mundo fala dos desejos de grávida.

Sempre tem alguém com histórias de uma grávida que queria comer alguma coisa as 3 da madrugada que era quase impossível de achar, ou de outra que queria de todo jeito comer tijolo.

Eu não conheci nenhuma grávida com desejos bizarros e quando peguei meu positivo fiquei pensando se eu teria algum desses.

desejos de grávida

Até agora não acordei querendo sorvete de cajá numa quarta-feira as duas da manhã. Nem quis comer nada estranho como tijolo ou pão com feijão e goiabada.

Desejos eu tive e muitos, mas nenhum deles foi esquisito, todos normais e todos eram de comida!

Tive desejos bem saudáveis inclusive, fiquei um tempão querendo comer abacaxi (vire e mexe fico doida para comer de novo) e abacate.

Outro dia tive que comprar amoras frescas, mesmo elas custando uma fortuna e eu tendo no congelador amoras congeladas.

Já tive desejo de um pão de ervas de uma padaria que fica longe de casa, mas felizmente fica perto da casa de uma amiga que veio durante a semana me trazer um monte deles hehe.

Fiquei querendo o Boneless Buffalo Wings do Applebess e felizmente esse é fácil de achar.

Também quis muito devorar uma lasanha, mas esse passou. O que me faz pensar porque os desejos de grávida teriam que ser saciados imediatamente? Eu esperei uns dias (no caso do abacaxi um temão porque não sei comprar abacaxi ahahah) e não sofri por isso.

As últimas novidades são tiramisu e pãozinho com recheio de goiabada (esse minha sogra faz).

Porém, não posso comer doces, fui proibida e estou tentando me segurar até o fim sem comer esses dois. E claro depois que o bebê nascer comer um monte de pãezinhos e uma travessa de tiramisu sozinha! hahaha

Como eu disse no início, não tive nenhum desejo estranho, agora se você teve compartilha nos comentários, eu gostaria muito de saber!

😀

Diario de gravidez: 21 a 25 semanas

gravidez 25 semanas

Acho que o que mais me marcou quando entrei na semana 21 de gravidez foi pensar “Já passei da metade do caminho”.

Nessa época a barriga já era uma barriga de gravida mesmo. Nada de me confundir com uma gordinha na fila do mercado, a pança redonda já tinha cara de barriga de bebe.

O que é maravilhoso né, nada pior que ser confundida com uma pessoa folgada tentando passar no caixa preferencial haha.

Como metade do tempo já tinha passado comecei a me preocupar com o quarto do bebê.

Não temos muito espaço no apartamento, principalmente porque o quarto vago tem um móvel embutido que não dá muito para ser aproveitado (as coisas mofam dentro dele sei lá o porque), então precisava procurar moveis enxutos e não inventar muito.

Fiquei meio assustada com certos prazos de entrega de algumas lojas de móveis infantis, algumas falavam em 50 dias ÚTEIS.

Gente, 50 dias úteis é muito tempo, se eu fosse calcular a data de entrega iria ser quase no parto, não tinha condições. Cacei lojas com prazos e preços menores para não ficar doida.

Nao tinha um modelo em mente, fui na loja e escolhi um por impulso. Felizmente os móveis chegaram rápido e foram montados no dia seguinte!

Feito isso minha tarefa foi fuçar o pinterest atrás de como decorar. O desafio na verdade era como fazer isso gastando pouco.

Posso falar só do quartinho e da decoração em outro post se alguém se  interessar… Porque isso dá muito assunto.

Dizem para não fazer chá de bebe muito tarde porque cansa e quanto maior a barriga mais a grávida sofre.

Então eu por falta de verba “imediata” tinha decidido não fazer chá nenhum. Queria um bacana todo personalizado e não iria ter dinheiro para isso. Deixei a ideia do chá para lá.

O que mais me impressionou nessas semanas foi o tempo. Sim, o tempo, o safado passou rápido demais. Se demorei “anos” para sair do primeiro trimestre o segundo passou voando feito raio, nem vi.

Não sei se os incômodos do inicio fizeram as primeiras semanas parecerem eternas, mas foi como eu me senti. Em oposto a isso essas semanas foram bem tranquilas, sem enjoo, sem sono exagerado, mais disposição, etc.

Nessa época fiz mais um ultrassom morfológico (são 2 durante a gestação) e além de estar tudo bem com o bebê confirmamos novamente que é menino.

No exame anterior a médica deu certeza, mas sabe como é, melhor não arriscar. Inclusive tem um caso recente de uma atriz que descobriu no sexto mês que o sexo do bebê era outro, não lembro o nome dela…

Já fiz um post antes para falar só do começo dos chutes e tudo mais, mas bebê maior significa mais chutes e mais fortes.

Por volta das 25 semanas eles ficaram até visíveis. É aquela época que dá até para filmar as coisas estranhas que a barriga faz e assustar os amiguinhos com ela hehe.

Inclusive uma amiga minha presenciou esses movimentos e ficou ligeiramente traumatizada hehehehe. Mas para a mãe é uma coisa bem legal, já fiz vários videos das “danças da barriga”.

Queria fechar com uma foto da pança da semana 25 de gravidez, mas quem disse que eu tirei? rs Não tirei! Fica para a próxima. 🙂